Sobre aprender a ganhar

11665583_10200542911492719_6219380568495972368_n

A gente sempre está tentando acertar na vida .

Normalmente a gente consegue muita coisa frutos nos nossos esforços com o trabalho , com os estudos , com as pessoas , mas quando aquilo que queremos não funciona a gente sente que “perde”.

Quando a gente se dá mal em alguma coisa normalmente procura ajuda , procura conselhos , algo que console o fato terrível que “perder” pro ser humano .

Então as almas um pouco mais evoluídas que gostam da gente dizem ” tudo tem seu motivo de ser ” , “isso era necessário para seu crescimento” e com nossas frases e companhias de auto-ajuda vamos aprendendo a ser bons perdedores. Um dia aquela coisa que parecia terrível nem dói mais , já passou , já sarou , feito machucadinho de criança com mercúrio laranja (crianças dos anos 80) e band-aid . Ardeu , doeu , mas passou .

E eu que gastei todo meu tempo e minhas lágrimas aprendendo como era perder na vida fiquei pensando que ninguém nos ensina a ganhar .

Todo mundo sabe lidar com seu lado “pobre coitado” e existem um monte de recursos pra isso : amigos , apoio, chocolate , terapia , rivotril … A lista se estende.

Mas e pra lidar com seu lado vitorioso ? Você sabe ganhar na vida ? Ou melhor , você já aprendeu a receber ?

Então , eu,  nessa minha eterna busca de ser a perdedora bem resolvida decidi viajar mais uma vez (pra variar ) porque quem já me conhece sabe que esse e meu melhor band-aid .

Só que dessa vez a idéia era ficar na casa das pessoas e o roteiro incluía encontrar amigos velhos e me jogar no mundo pra fazer novos amigos.

Todo mundo sabe que a timidez e algo desconhecido em meu mundinho e viajar também não é novidade , mas cada viagem é um antes e depois e com essa não foi diferente .

Esta viagem poderia ter muitos nomes mas um deles se chama “aprender a receber ” .

Eu literalmente recebi casa , comida e roupa lavada . Passei por casas de família totalmente distintas com seus hábitos e costumes (foi pra mim quase um estudo antropológico) e em cada uma fui tratada com todo amor e carinho . Convivi com as pessoas , aprendi com elas .

Eu também recebi muitos presentes materiais . Só que existe uma grande diferença entre receber um presente caro que foi dado pra te impressionar e presentes singelos que foram pensados pra você e por você .  Todos os meus presentes materiais foram pensados pra mim e foram amor em forma de matéria : um par de xícaras , passagens de ônibus , um anel , livros , um porta-retrato de câmera , uma caixa de bolo de rolo , brincos , uma tiara colorida, um chaveiro em forma de borboleta  , muitos jantares , chopps, almoços , lanches, cafés da manha, ingresso vip pra show , uma passagem de ida e volta pra Jericoacoara …. E a parte mais legal de ganhar era que eu não estava esperando , eu fui surpreendida .

Eu recebi gestos de carinho de todo tipo : passeios , carona pra rodoviária , carona pro aeroporto , carona pra praia, abraços , sorrisos , boas vindas , convites pra festas , convites pra comer na casa de pessoas que sequer tinha visto , e até na televisão eu fui parar ! Que legal porque meu sonho era ser famosa e todo mundo sabe disso haha .

Fui recebida na casa de pessoas que não me conheciam e que se ofereceram pra me receber por pura gentileza pelo simples fato de já saberem quem eu era através das redes sociais .

Aprendi sobre as relações convivendo com casais , recebi gentilezas de homens e mulheres que me deram coisas e gestos sem esperar nada em troca.

Eu ganhei novos amigos que conheci nos aviões  , no ônibus , na festa junina, no forró , ganhei os amigos dos amigos …

Ganhei novos destinos e novos lugares favoritos no mundo .

Ganhei tantos pores do sol quanto o pequeno príncipe tivesse sonhado .

Ganhei alunos de fotografia , clientes , seguidores do meu trabalho .

Eu fiquei pensando : nossa quanta coisa boa , eu nem dei nada e recebo tudo isso ?

Mas a verdade é que eu não estava acostumada ganhar e ser presenteada . Depois das perdas fica parecendo que tudo e negativo , só que não .

E a outra verdade é que isso tudo só foi possível graças ao simples fato de que me dei conta que dei muito ! Dei amor , amizade , trabalho . Tudo que fiz foi sempre com amor e entrega . Quando veio o momento da colheita me senti surpresa mas a verdade é que colhemos o que plantamos .

Valeu a pena trabalhar estes últimos dois anos arduamente pra me sustentar materialmente e moralmente . Enquanto fui crescendo como pessoa estava jogando sementinhas de amor por aí e quando a prestação  de contas chega ( porque chega sempre pra todos nós ) a gente se da conta de quanto esforço colocou em tudo .

Minha viagem foi uma grande colheita com cara de grande festa e só então pude dimensionar que o que damos pro mundo nunca é em vão. A lei do retorno é sempre infalível .

A gente aprende a suportar e entender a dor , mas agora estou aprendendo a suportar e entender o AMOR .

E assim , meu ser vai se preparando pra receber tudo com plenitude.

Só quem sabe dar e receber pode chegar a um equilíbrio bacana .

Às vezes quando as pessoas ficam sozinhas não suportam a amedrontadora solidão e  aceitam qualquer coisa em troca de falsa companhia .

Este processo me ajudou a sanar meu interior porque agora eu sei o que e ser amada e bem tratada pela vida então vai ficar fácil suportar o amor verdadeiro quando ele chegar pra completar os buraquinhos  que faltam . O amor dos amigos e dos desconhecidos me ensinou que nos recebemos de fora aquilo que já existe em nós mesmos .

Tudo está interligado.

O universo nos pertence e estou feliz de fazer parte dele junto com vocês .

Texto escrito no iphone viajando no ônibus de Jijoca de Jericoacoara pra  Fortaleza

Meu pôr-de-sol favorito pra todos vocês que me acompanham na vida !

A vida nos dá essa chance de ver novos atardeceres ❤

DSC_7494

Anúncios
Sobre aprender a ganhar

Argentina – Bolívia – Chile

Oi gente !

Um resumo da minha trip !

Na ordem  : Salta – La Quiaca – Villazón – Uyuni – Salar de Uyuni – San Pedro de Atacama

Enjoy !

Dias maravilhosos atravessando o deserto e acompanhada de bons amigos !

América Latina inesquecível !

Argentina – Bolívia – Chile

San Pedro de Atacama – Chile

Oi gente !

Vida corrida ,mas aproveitando a preguiça do meu sábado sem casórios conto pra vocês um poquinho da minha viagem pro Atacama.

Depois de atravessar o deserto de Bolívia finalmente chegamos a San Pedro de Atacama. A travessia da fronteira foi feita em transfer e tem apenas 47 km de distância.

Passamos pelas migraciones e o transfer deixa a gente na entrada da cidade , de onde fomos a pé até nosso hostel.

Andar pela cidade já um flash porque de lá mesmo você consegue avistar um monte de vulcões nevados da cordilheira e acordar de frente pra vulcões foi uma coisa que me impactou.

IMG_4464

Algumas pessoas falam que Atacama é Atrapama porque você chega e dá vontade de ficar.

Eu estava muito cansada pelo mal de altitude e a verdade é que aproveitei meus 5 dias por lá pra descansar e curtir a vibe da cidade. E nosso hostel Casa Ecoexplorer era uma casa ecológica super agradável onde passávamos horas curtindo um café , uma almoço caseiro o um marasmo. Era nossa casinha do deserto. ❤

IMG_0973IMG_4475

IMG_4619IMG_4629

 

De tarde íamos bater perna pelas ruas da cidade e normalmente todos os turistas circulam pela calle Caracoles.

DSC_3091

DSC_3107

DSC_3126

DSC_3128 DSC_3133

DSC_3166

DSC_3140

 

Comer em Atacama é ótimo também. Lembrando que o Chile é muitooooo mais caro que a Bolívia e um menu do dia em San Pedro custa de 8.000 a 13.000 chilenos . No Barros que era nosso bar preferido tinha menu mais barato de até 4.000 chilenos. (cambio 1 dólar = 615 chilenos)  .

A parte boa é que a comida e gostosa e tem muitas opções estilo gourmet / chef com influências de cozinha peruana e mexicana também. Ou seja tem de tudo  e come-se bem só não é barato.

Comidinhas delícias 🙂

IMG_4631 IMG_4633 IMG_4634IMG_1130

E óbvio que logo descobrimos qual era a boa da cidade e passávamos quase todas as noites enchendo a cara no Barros que era um bar frequentado por moradores locais com boa música ao vivo e altos drinks 🙂

DSC_3177

IMG_4607IMG_1109

 

Atacama tem muitas opcões de passeios . Você pode visitar o Vale da Lua , Lagunas Altiplânicas, Vale do Arco Íris, pode observar estrelas, pode andar a cavalo,etc.

Acontece que com o cansaço da Bolívia escolhemos curtir a cidade e não ficar pra lá e pra cá acordando cedo , então o único passeio que fiz e realmente foi imperdível foi o Vale da Lua.

Quando pensei que já tinha visto de tudo , cruzamos essas montanhas “nevadas de sal”. Realmente tudo muito lindo !

DSC_2887

DSC_2893

DSC_2915

DSC_2950

DSC_2977

DSC_2990

DSC_3006DSC_3012

DSC_3025 DSC_3026

DSC_3052

DSC_3056

DSC_3060

DSC_3065

 

 

E esse é o resumo dos nossos cinco dias de vida no deserto.

Essa foto de celular é uma das minhas preferidas da viagem e mostra bem a alegria que nós sentíamos de ser “moradores” de San Pedro de Atacama ❤

IMG_1125

 

Depois pegamos um bus de Atacama pra Salta e cruzamos a fronteira pelo passo de Hama .

O caminho foi incrível porque passa pela quebrada de Humahuaca e 10 horas depois estávamos de volta a Salta pra curtir nossos últimos dois dias de viagem.

Agora nós também temos um vulcão favorito que se chama Licancabur . A nossa trilha sonora da viagem  ia tocando enquanto o vulcão ia ficando pra trás . Foi um momento sublime das nossas vidas.

Atravessar o deserto é uma experiência que transcende o simples fato de viajar.

Coisas ficam pra trás e esse tipo de viagem faz que aprendamos a lidar melhor com os próprios demônios.

Não se pode voltar igual depois dessa experiência.

Estou muito feliz de ter vivido esse sonho ao lado de um grande amigo e descobrir mais dessa América Latina maravilhosa que me apaixona mais a cada dia.

Beijo pra todos vocês !!!

IMG_4678 IMG_4670

 

 

 

 

 

San Pedro de Atacama – Chile