Sobre aprender a ganhar

11665583_10200542911492719_6219380568495972368_n

A gente sempre está tentando acertar na vida .

Normalmente a gente consegue muita coisa frutos nos nossos esforços com o trabalho , com os estudos , com as pessoas , mas quando aquilo que queremos não funciona a gente sente que “perde”.

Quando a gente se dá mal em alguma coisa normalmente procura ajuda , procura conselhos , algo que console o fato terrível que “perder” pro ser humano .

Então as almas um pouco mais evoluídas que gostam da gente dizem ” tudo tem seu motivo de ser ” , “isso era necessário para seu crescimento” e com nossas frases e companhias de auto-ajuda vamos aprendendo a ser bons perdedores. Um dia aquela coisa que parecia terrível nem dói mais , já passou , já sarou , feito machucadinho de criança com mercúrio laranja (crianças dos anos 80) e band-aid . Ardeu , doeu , mas passou .

E eu que gastei todo meu tempo e minhas lágrimas aprendendo como era perder na vida fiquei pensando que ninguém nos ensina a ganhar .

Todo mundo sabe lidar com seu lado “pobre coitado” e existem um monte de recursos pra isso : amigos , apoio, chocolate , terapia , rivotril … A lista se estende.

Mas e pra lidar com seu lado vitorioso ? Você sabe ganhar na vida ? Ou melhor , você já aprendeu a receber ?

Então , eu,  nessa minha eterna busca de ser a perdedora bem resolvida decidi viajar mais uma vez (pra variar ) porque quem já me conhece sabe que esse e meu melhor band-aid .

Só que dessa vez a idéia era ficar na casa das pessoas e o roteiro incluía encontrar amigos velhos e me jogar no mundo pra fazer novos amigos.

Todo mundo sabe que a timidez e algo desconhecido em meu mundinho e viajar também não é novidade , mas cada viagem é um antes e depois e com essa não foi diferente .

Esta viagem poderia ter muitos nomes mas um deles se chama “aprender a receber ” .

Eu literalmente recebi casa , comida e roupa lavada . Passei por casas de família totalmente distintas com seus hábitos e costumes (foi pra mim quase um estudo antropológico) e em cada uma fui tratada com todo amor e carinho . Convivi com as pessoas , aprendi com elas .

Eu também recebi muitos presentes materiais . Só que existe uma grande diferença entre receber um presente caro que foi dado pra te impressionar e presentes singelos que foram pensados pra você e por você .  Todos os meus presentes materiais foram pensados pra mim e foram amor em forma de matéria : um par de xícaras , passagens de ônibus , um anel , livros , um porta-retrato de câmera , uma caixa de bolo de rolo , brincos , uma tiara colorida, um chaveiro em forma de borboleta  , muitos jantares , chopps, almoços , lanches, cafés da manha, ingresso vip pra show , uma passagem de ida e volta pra Jericoacoara …. E a parte mais legal de ganhar era que eu não estava esperando , eu fui surpreendida .

Eu recebi gestos de carinho de todo tipo : passeios , carona pra rodoviária , carona pro aeroporto , carona pra praia, abraços , sorrisos , boas vindas , convites pra festas , convites pra comer na casa de pessoas que sequer tinha visto , e até na televisão eu fui parar ! Que legal porque meu sonho era ser famosa e todo mundo sabe disso haha .

Fui recebida na casa de pessoas que não me conheciam e que se ofereceram pra me receber por pura gentileza pelo simples fato de já saberem quem eu era através das redes sociais .

Aprendi sobre as relações convivendo com casais , recebi gentilezas de homens e mulheres que me deram coisas e gestos sem esperar nada em troca.

Eu ganhei novos amigos que conheci nos aviões  , no ônibus , na festa junina, no forró , ganhei os amigos dos amigos …

Ganhei novos destinos e novos lugares favoritos no mundo .

Ganhei tantos pores do sol quanto o pequeno príncipe tivesse sonhado .

Ganhei alunos de fotografia , clientes , seguidores do meu trabalho .

Eu fiquei pensando : nossa quanta coisa boa , eu nem dei nada e recebo tudo isso ?

Mas a verdade é que eu não estava acostumada ganhar e ser presenteada . Depois das perdas fica parecendo que tudo e negativo , só que não .

E a outra verdade é que isso tudo só foi possível graças ao simples fato de que me dei conta que dei muito ! Dei amor , amizade , trabalho . Tudo que fiz foi sempre com amor e entrega . Quando veio o momento da colheita me senti surpresa mas a verdade é que colhemos o que plantamos .

Valeu a pena trabalhar estes últimos dois anos arduamente pra me sustentar materialmente e moralmente . Enquanto fui crescendo como pessoa estava jogando sementinhas de amor por aí e quando a prestação  de contas chega ( porque chega sempre pra todos nós ) a gente se da conta de quanto esforço colocou em tudo .

Minha viagem foi uma grande colheita com cara de grande festa e só então pude dimensionar que o que damos pro mundo nunca é em vão. A lei do retorno é sempre infalível .

A gente aprende a suportar e entender a dor , mas agora estou aprendendo a suportar e entender o AMOR .

E assim , meu ser vai se preparando pra receber tudo com plenitude.

Só quem sabe dar e receber pode chegar a um equilíbrio bacana .

Às vezes quando as pessoas ficam sozinhas não suportam a amedrontadora solidão e  aceitam qualquer coisa em troca de falsa companhia .

Este processo me ajudou a sanar meu interior porque agora eu sei o que e ser amada e bem tratada pela vida então vai ficar fácil suportar o amor verdadeiro quando ele chegar pra completar os buraquinhos  que faltam . O amor dos amigos e dos desconhecidos me ensinou que nos recebemos de fora aquilo que já existe em nós mesmos .

Tudo está interligado.

O universo nos pertence e estou feliz de fazer parte dele junto com vocês .

Texto escrito no iphone viajando no ônibus de Jijoca de Jericoacoara pra  Fortaleza

Meu pôr-de-sol favorito pra todos vocês que me acompanham na vida !

A vida nos dá essa chance de ver novos atardeceres ❤

DSC_7494

Anúncios
Sobre aprender a ganhar

Argentina – Bolívia – Chile

Oi gente !

Um resumo da minha trip !

Na ordem  : Salta – La Quiaca – Villazón – Uyuni – Salar de Uyuni – San Pedro de Atacama

Enjoy !

Dias maravilhosos atravessando o deserto e acompanhada de bons amigos !

América Latina inesquecível !

Argentina – Bolívia – Chile

San Pedro de Atacama – Chile

Oi gente !

Vida corrida ,mas aproveitando a preguiça do meu sábado sem casórios conto pra vocês um poquinho da minha viagem pro Atacama.

Depois de atravessar o deserto de Bolívia finalmente chegamos a San Pedro de Atacama. A travessia da fronteira foi feita em transfer e tem apenas 47 km de distância.

Passamos pelas migraciones e o transfer deixa a gente na entrada da cidade , de onde fomos a pé até nosso hostel.

Andar pela cidade já um flash porque de lá mesmo você consegue avistar um monte de vulcões nevados da cordilheira e acordar de frente pra vulcões foi uma coisa que me impactou.

IMG_4464

Algumas pessoas falam que Atacama é Atrapama porque você chega e dá vontade de ficar.

Eu estava muito cansada pelo mal de altitude e a verdade é que aproveitei meus 5 dias por lá pra descansar e curtir a vibe da cidade. E nosso hostel Casa Ecoexplorer era uma casa ecológica super agradável onde passávamos horas curtindo um café , uma almoço caseiro o um marasmo. Era nossa casinha do deserto. ❤

IMG_0973IMG_4475

IMG_4619IMG_4629

 

De tarde íamos bater perna pelas ruas da cidade e normalmente todos os turistas circulam pela calle Caracoles.

DSC_3091

DSC_3107

DSC_3126

DSC_3128 DSC_3133

DSC_3166

DSC_3140

 

Comer em Atacama é ótimo também. Lembrando que o Chile é muitooooo mais caro que a Bolívia e um menu do dia em San Pedro custa de 8.000 a 13.000 chilenos . No Barros que era nosso bar preferido tinha menu mais barato de até 4.000 chilenos. (cambio 1 dólar = 615 chilenos)  .

A parte boa é que a comida e gostosa e tem muitas opções estilo gourmet / chef com influências de cozinha peruana e mexicana também. Ou seja tem de tudo  e come-se bem só não é barato.

Comidinhas delícias 🙂

IMG_4631 IMG_4633 IMG_4634IMG_1130

E óbvio que logo descobrimos qual era a boa da cidade e passávamos quase todas as noites enchendo a cara no Barros que era um bar frequentado por moradores locais com boa música ao vivo e altos drinks 🙂

DSC_3177

IMG_4607IMG_1109

 

Atacama tem muitas opcões de passeios . Você pode visitar o Vale da Lua , Lagunas Altiplânicas, Vale do Arco Íris, pode observar estrelas, pode andar a cavalo,etc.

Acontece que com o cansaço da Bolívia escolhemos curtir a cidade e não ficar pra lá e pra cá acordando cedo , então o único passeio que fiz e realmente foi imperdível foi o Vale da Lua.

Quando pensei que já tinha visto de tudo , cruzamos essas montanhas “nevadas de sal”. Realmente tudo muito lindo !

DSC_2887

DSC_2893

DSC_2915

DSC_2950

DSC_2977

DSC_2990

DSC_3006DSC_3012

DSC_3025 DSC_3026

DSC_3052

DSC_3056

DSC_3060

DSC_3065

 

 

E esse é o resumo dos nossos cinco dias de vida no deserto.

Essa foto de celular é uma das minhas preferidas da viagem e mostra bem a alegria que nós sentíamos de ser “moradores” de San Pedro de Atacama ❤

IMG_1125

 

Depois pegamos um bus de Atacama pra Salta e cruzamos a fronteira pelo passo de Hama .

O caminho foi incrível porque passa pela quebrada de Humahuaca e 10 horas depois estávamos de volta a Salta pra curtir nossos últimos dois dias de viagem.

Agora nós também temos um vulcão favorito que se chama Licancabur . A nossa trilha sonora da viagem  ia tocando enquanto o vulcão ia ficando pra trás . Foi um momento sublime das nossas vidas.

Atravessar o deserto é uma experiência que transcende o simples fato de viajar.

Coisas ficam pra trás e esse tipo de viagem faz que aprendamos a lidar melhor com os próprios demônios.

Não se pode voltar igual depois dessa experiência.

Estou muito feliz de ter vivido esse sonho ao lado de um grande amigo e descobrir mais dessa América Latina maravilhosa que me apaixona mais a cada dia.

Beijo pra todos vocês !!!

IMG_4678 IMG_4670

 

 

 

 

 

San Pedro de Atacama – Chile

Nordeste aí vamos nós !

Oi gente !

Com muita alegria comunico a todos a minha agenda pro Brasil !

Tenho o imenso prazer de avisar que vou para meu amado RJ e também vou  rodar algumas cidades do nordeste !

Se você quer ser fotografado por mim no Rio ou em  Recife, Olinda, Aracaju, Caruaru , João Pessoa, Jeri  e Fortaleza envie um email pra contacto@adrianacarolina.com.ar e será um prazer pra clicar você e a sua família !

Se você quer conferir meus ensaios , clique aqui .

Nanu_y_Gaby_080

Nanu_y_Gaby_086

Nanu_y_Gaby_088

Nanu_y_Gaby_090

As datas disponíveis são :

Rio – 13 a 21/06

Recife – 22 a 25/06

Aracaju – 25 a 28/06

João Pessoa – 02 a 04/07

Jericoacoara – 06 a 08/07

Fortaleza – 08 a12/07

Agendem seus ensaios !

E para os fotógrafos de Recife estarei com meu Workshop de Autorias Vocacionais nos dias 29 e 30/06 ! Vai ser muito legal !

Maiores informações :

workshopsadrianacarolina@gmail.com

RECIFE

Espero por vocês e por propostas criativas !

Vai ser maravilhoso fotografar o amor nesse nordeste lindo  !

Beijos em todos !

Adri

Nordeste aí vamos nós !

Bolívia – Travessia do Salar de Uyuni

Oi povo !

Minha viagem pra Bolívia foi tão bela que vai ser impossível postar poucas fotos !

Finalmente Bolívia pra  vcs 🙂

DSC_2128

Nesse post vou contar pra vocês o nosso passo a passo da travessia do Salar .

Nós contratamos a Esmeralda Tours  e nossa excursão custou 800 bolivianos . O tour incluía 2 noites e 3 dias no deserto com comida e noites de refúgio. Nossa guia foi o Juan e adoramos porque algumas pessoas não dão sorte com os guias, alguns bebem e isso é um problema, mas o nosso era maravilhoso , cuidadoso e responsável.

Em Uyuni não tem nada, é uma cidade pra recepcionar os turistas do Salar e aí estou pronta pra partir 🙂

DSC_2152

A excursão começa por volta de 11 h da manhã  e a primeira parada é o Cemitério de Trens de Uyuni.

DSC_2207

DSC_2208

DSC_2211

Depois paramos em um povoado pra comprar souvenirs e seguimos pro Salar .

DSC_2222

Nem preciso descrever a minha felicidade em chegar em um lugar que sonhei tantos anos pra visitar … Uyuni possui o maior deserto de sal do mundo com 12.000 km2 de extensão , Nós passamos o dia atravessando o Salar e fazendo fotinhos.

Não precisa de muita legenda .

Babem !

DSC_2241

DSC_2259

DSC_2291

DSC_2299

DSC_2338

DSC_2339

DSC_2344

DSC_2346

DSC_2357

DSC_2367

DSC_2377

DSC_2328

Depois do Salar vamos pra Ilha Pescado ou Inka Wasi que é uma ilha de cactus incrível no meio do Salar e aí subi o morro só que sempre morta de cansada por causa da altitude .

DSC_2421

DSC_2425

Logo saímos do Salar e atravessamos algumas plantações de quinoa nas montanhas pra chegar no nosso primeiro refúgio.

DSC_2452

A primeira noite foi no pueblo San Juan que é um lugar que recebe as excursões e as casas são de sal. A cama era confortável e tinha dois cobertores bem quentinhos. O guia cozinhou pra gente uma sopa de verduras e um franguinho com batatas e verduras e desceu redondo ! Conseguimos tomar banho em chuveiro quente por 10 bolivianos, mas parece que nem sempre o povo tem essa moleza. Legal mesmo é a vista que temos das estrelas no meio do nada.

DSC_2468 DSC_2471

DSC_2501

DSC_2507

No dia seguinte partimos cedo e vemos outra paisagem …Lhamas pelo caminho e  surgem os vulcões …

DSC_2524

DSC_2539

DSC_2552E paramos pra ver a fumarola e caminhar sobre lavas vulcânicas 🙂

DSC_2567 DSC_2582

Depois continuamos pra Laguna Ollagüe e quase morri com essa paisagem 🙂

DSC_2637E depois dali seguimos pra Laguna Hedionda onde almoçamos ( eu realmente tava morrendo com a altitude)

DSC_2666 DSC_2671

E essa foto aqui só foi possível porque parei pra fazer xixi atrás do jeep e deve ter sido o xixi mais chique e mais panorâmico que já fiz na vida 😛

DSC_2680

Continuamos vendo belezas sem fim até chegar a árvore de pedra 🙂

DSC_2693

DSC_2699

DSC_2724

E nossa última parada do segundo dia foi em Laguna Colorada , que dispensa maiores explicações !

DSC_2745

DSC_2747

A segunda noite foi num refúgio mais precário , sem chuveiro e com luz elétrica só por 3 horas. Mas quem se importava? A única coisa chata é que estávamos a 4.750 mts do nível do mar e eu realmente comecei a passar mal.

Acordamos as 4:30 am pra poder ver os Geisers . O frio era de aproximadamente – 6 graus celsius e tudo estava congelado. A altitude bateu 5.000 mts e nesse dia eu quase morri porque meus dedos ficaram pretos e o guia disse que tínhamos que descer logo porque eu estava mal e meus olhos estavam ficando pretos, mas foi uma coisa que só aconteceu comigo , o resto do grupo estava bem.

Foi a pior parte do passeio pra mim, mas quer saber ? Ver os Geisers  não teve preço. Tudo borbulhando como caldeirão de bruxa a 100 graus e me senti num filme . O sol despontou atrás da montanha e não fosse pelo meu mal estar teria feito muito mais fotos ! Mas realmente tava ruim e o guia me mandou pro carro urgente ! Tchau geisers.

DSC_2818

DSC_2829

DSC_2843

Demos uma paradinha das termas e passamos de menos 6 graus pra 30 ! Só molhei os pés , mas Nico se aventurou 🙂 Uma delícia.

DSC_2852

Nosso último ponto antes da fronteira foi em Laguna Verde que não estava verde por causa dos ventos 😦 mas era aos pés do Licancabur que dias depois seria eleito como nosso vulcão favorito da vida!

E Juan e o grupo nos deixaram na fronteira Bolívia – Chile , de onde seguimos pra San Pedro de Atacama.

DSC_2871

DSC_2884

E essa foi a nossa super expedição :

Kyla e Steven, dos Estados Unidos , Martin e Katrin da Alemanha , eu e Nico e nosso amado guia Juan .

DSC_2866

As fotos estão lindas, mas a experiência só mesmo estando ali pra saber e sentir.

Aventurem-se pela Bolívia porque vale a pena !

Bolívia – Travessia do Salar de Uyuni

Pra onde você vai?

Buenos Aires, 27 de março de 2015.

00:26

Tô aqui debaixo das cobertas na minha casinha. Baires já ficou frio como de costume. Meu computador como sempre explodindo de trabalho, mas como tartaruga , devagar e sempre vou concluindo minhas tarefas.

Hoje tive uma sessão de coaching maravilhosa onde apresentei a minha contabilidade de jan, fev e mar . Nada mal pra uma pessoa que não tem emprego e vive morrendo de medo de não ter dinheiro. Até hoje (1 ano e 9 meses de vida nova) não tive um momento Sr. Madruga de dever o aluguel. As contas sempre foram pagas,  por mim é claro , e o fato de não ter emprego me obriga a viver em cash com o que tenho no dia . Literalmente ganho o pão de cada dia. Isso é bom. Mamãe acha que eu vivo de férias porque levo uma vida viajante e soltinha , mas expliquei pra ela que ainda não vendi o corpo e se minhas contas estão em dia alguma coisa eu devo fazer pra isso (rsrs)

Quando você escolhe uma vida assim precisa acreditar que a força superior na qual você acredita está no controle . Não é fácil, mas a cada dia estou exorcizando meus fantasmas junto com toda uma vida que eu pensava ser “a minha vida” .

Um domingo estava almoçando com Nico , um dos meus grandes amigos da “minha vida nova” e ele disse: “Y si nos vamos a la mierda?” (que é uma expressão aqui positiva do tipo vamos sem rumo e foda-se , depois a gente vê) .

Aí eu falei olha minha lista tem Bolívia e Chile , quero cruzar o deserto . Você nunca pegou um avião . Então vamos pra Salta (norte argentino) e de lá a gente vai pro deserto de sal ?

Ficamos nervosos e rindo ao mesmo tempo pensando se ia dar certo. Deixei ele em casa e ele disse: Vamos embora tipo Thelma e Louise?

Chegamos em casa e nesse mesmo dia compramos nossa passagem a pagar em mil vezes pra Salta.

12 dias de mochila, dormindo el hostel, com pouco dinheiro e com muita vontade de viver uma grande viagem.

Pra não morrer de medo e de ansiedade planejamos algumas coisas como por exemplo a reserva de alguns hostels do itinerário, algumas passagens e o cálculo de quantas noites aproximadas em cada lugar com uma margem de duas noites de sobra  por causa de imprevistos. Mas fora isso, o universo nos conduz. Deus no comando.

Nosso itinerário : Salta – La Quiaca – Villazón – Uyuni – Salar de Uyuni – San Pedro de Atacama – Salta

argentinabolivia

Comprei uma calça cargo que vira bermuda e no Chile comprei um tênis de trekking pra não morrer quando caminhar . Consegui uma mochila de 80 litros emprestada com um amigo , o Fer (quando mudamos de vida, os verdadeiros amigos permanecem, mas os novos amigos são como “gente da sua tribo” que você acabou de encontrar , portanto é absolutamente incrível a quantidade de amigos viajantes e buena onda que chegaram ao meu mundo, achei meu povo , eu era de Marte, mas devia estar em Saturno e agora que cheguei a Marte to achando os marcianos que são verdes como eu)

Por incrível que pareça para tem gente que acha que viajo muito , mas cada viagem é única e quero experimentar as diversas formas possíveis de realizar uma viagem.

E é a primeira vez que Nico vai voar, mas é a primeira vez que :

*Tomo a decisão de viajar sem falar pra ninguém antes de comprar a passagem , simplesmente resolvi e comuniquei ;

* É a primeira vez que viajo com um amigo ;

*É a primeira vez que vou passar em 3 países de uma só vez e dormindo em hostel em todos os trechos;

*É a primeira vez que vou a Bolívia e ao deserto;

*É a primeira vez que usarei uma mochila;

*É a primeira vez que me obrigo a viajar leve;

*É  a primeira vez que não tenho tudo planejado .

As viagens sempre me deixam ansiosa e feliz . Com medo e com coragem.  São pra mim processos terapêuticos . Formas de seguir o meu caminho. Formas de sanar. E sinto que tem uma penca de gente que me acompanha nas minhas loucas idéias ainda quando viajo sozinha.

E quando é a hora de partir?

Minha semana foi complexa . Muitas contas pra pagar. Meu advogado me avisou que  ainda não pode dar entrada no meu divórcio porque meu ex marido não assina o papel (Gente, ainda isso? Abre uma skol por favor !)  Fiz dieta a semana a toda e não emagreci nem um gramo. Mas convenhamos que nada disso é problema . E como decidi ser abençoada na vida , não vou esperar ter tudo resolvido pra partir . Simplesmente VOU PARTIR .

Fui ali e volto já .

11057265_910423162340433_924260103237616986_o

Só que tem uma coisa . A mochila vai mais leve. A  mochila não pode ir cheia porque tem que ter espaço pra trazer alguma coisa. A mochila tem que ter o mínimo necessário. Alguma coisa tem que voltar comigo e já escolhi as coisas ruins que quero deixar nesta viagem.

E neste momento de limpeza corporal e espiritual tenho que dizer que é maravilhoso abandonar o que já não serve mais . Isso pode inclui excessos, chocolate, pessoas tóxicas, palavras que amaldiçoam  gordura, raiva, ressentimento, ódio, mágoas, impaciência, descrença em mim .

Queridos , obrigada pela companhia que me fizeram tantos anos, mas dessa vez vocês não cabem na mochila !

E com essa viagem aprenderei a carregar apenas o peso essencial.

Logo conto pra vocês.

Pra onde você vai? Eu vou ser feliz !

Nico, dame la mano y vamos a darle la vuelta al mundo !

(nossa trilha sonora desta viagem e da vida)

Pra onde você vai?

Santiago de Chile

Oi gente !

Como todos viram fui pro Chile a trabalho e a passeio.

Eu queria viajar mas não tinha dinheiro até que a Vanessa e o Lucas tiveram a feliz idéia de me chamar pra fazer o ensaio de gravidez no Chile .Eles são argentinos e já estavam voltando a morar em Buenos Aires, mas queriam deixar lembrança pro Rodrigo que ainda está na barriga , pra que ele saiba onde foi feito e o quanto o Chile tinha sido especial pra eles. Topei na hora.

Combinei de fazer as fotos e pedi abrigo uma semana pra poder turistar em Santiago que me recebeu com a Cordilheira dos Andes assim :

DSC_3906

Eu já rodei viu? Mas tá pra nascer algo que me deixe tão de boca aberta como a Cordilheira .

Existem muitas formas de viajar . Desta vez experimentei ficar na casa de gente que eu nunca tinha visto  , mas que confiava plenamente no meu trabalho. Foi uma experiência muito legal. Vanessa foi me buscar no aeroporto e parecia que me conhecia há séculos. Eles me adotaram por uma semana e virei moradora de Nuñoa , um bairro bem residencial do Chile .

Vane me deu um cartão que serve pra ônibus e metrô e você pode comprar em qualquer lugar . Uma mão na roda porque pra ir pro Centro eu pegava um ônibus e depois o metrô que era fofo e eficiente.

IMG_2278

E meu primeiro dia foi super legal porque tive de guia o meu querido amigo e fotógrafo André Vargas que é chileno e mora no Centro da Cidade . Vi o Teatro Municipal, os prédios históricos , a Plaza de Armas e a Catedral que é uma loucura !

DSC_3912

DSC_3942

DSC_3960

Pro almoço fomos ao um restaurante peruano BBB , ganhamos um monte de Pisco Sour de cortesia da casa, para nossa alegria 🙂

E fomos de Lomo Saltado , comidinha peruana sem erro e sem medo de ser feliz 🙂

DSC_4011

DSC_4014

De tarde fui desgastar essa comida toda caminhando pela cidade e o Mercado Municipal estava fechado , portanto tive que voltar outro dia pra comer o Congrio Frito (ajoelhem e comam rezando, viva o Congrio do Pacífico , um arraso de peixe branquinho e gostoso, não tem foto porque eu tava com pressa )

DSC_4028

Também descobri uma estátua do Botero no meio da cidade 🙂

IMG_2331

No dia seguinte fui de excursão pra Isla Negra conhecer a casa do Pablo Neruda  .

A empresa Turistik está espalhada pela cidade e vende todos os passeios que você deseja fazer. É bem fácil porque está tudo organizado. Se você quiser fazer todos os passeios que Santiago oferece terá que reservar uma semana pelo menos, como eu não tinha esse tempo escolhi fazer a excursão pra Isla Negra pra conhecer a casa do Pablo Neruda  (esse passeio incluía também visita a uma vinícola ) e escolhi conhecer a famosa vinícola Concha Y Toro .

Isla Negra é SENSACIONAL.  Não fazia idéia do que o Neruda era além de poeta, só que Neruda é tudo pro Chile e agora é tudo pra mim.

Ele era poeta, escritor, político, colecionador de objetos e tem a cabeça mais doida e incrível que vi na vida.

Na Casa de Isla Negra você faz uma visita com audio guia e morre de amores por toda a história do Neruda e de suas casas. De emocionar .

DSC_4096

DSC_4110

DSC_4103

DSC_4116

DSC_4124

DSC_4128  DSC_4100

Neruda e Matilde estão enterrados juntos aqui ❤

DSC_4094

E assim como Neruda eu também navego e volto construindo a alegria ❤

DSC_4053

Depois da visita , almoçamos em um restaurante próximo dali e fui de Chupe de Camarón. Delícia.

DSC_4131Seguimos pra Vinícola Matetic que fica numa região linda !

DSC_4144

DSC_4176

IMG_2405 IMG_2406

No dia seguinte acordei cedo pra visitar a famosa Vinícola Concha y Toro. Coisa de turista , mas eu não queria perder rs . E depois que a gente se apaixona pelo mundo dos vinhos , todas as vinícolas são uma boa opção.

O que curti da Concha y Toro é que eles deixam experimentar as uvas ! E eu não sabia que cabernet sauvignon era uma uva tão docinha 🙂 Apaixonei .

E também contam uma historinha que é a lenda do Casillero del Diablo , pra dar uma graça na coisa.

DSC_4191

DSC_4198

DSC_4218

DSC_4219

DSC_4228

DSC_4241

DSC_4247

Na volta desse passeio desci no bairro de Bellavista que seria o bairro Bohemio do Chile. É coloridinho e bem turístico .

Almocei no maravilhoso Como água para chocolate  e super indico ! Fui de Congrio com creme de espinafre. Morri ! E de limonada com menta porque era de dia . (os garçons são todos lindos e simpáticos , sem exceção, só pra ilustrar hihi )

DSC_4258

DSC_4264

E dali fui visitar a Chascona que é a outra casa do Pablo Neruda , onde ele foi velado quando morreu e a casa é toda dedicada a Matilde.  Inclusive Chascona significa Medusa e ele batizou a casa com esse nome por causa dela.

O Chile todo respira Neruda e Neruda é o Chile e agora eu sou Neruda ❤

DSC_4280 DSC_4281 DSC_4284

DSC_4290

Estamos de olho em você 😉

Ainda nesse dia peguei o funiculaire e subi o cerro San Cristóbal que fica colado com a Chascona e de lá de cima dá pra ver toda a cidade e tem a virgem também que é um dos pontos turísticos.

DSC_4295

DSC_4307

DSC_4317

Depois vou contar a parte de Viña del Mar e Valparaíso em outro post.

Mas o que tenho a dizer é que Santiago tem muito pra se fazer e claro que não pude visitar tudo . Odeio esse povo que fala que em 3 dias você vê tudo. Você pode ver de dentro do carro ou assim de passagem, mas ver de verdade, viver,  sentir e experimentar leva mais tempo .

Meu último dia de passeio foi a trabalho e fui com a Vane e o Lucas pra Cordilheira , onde estão as estações de esqui que agora não tem neve nenhuma claro, mas a Cordilheira é e sempre será minha grande paixão.

Não existe NADA como as imponentes montanhas da Cordilheira dos Andes.

E primero passamos num parque chamado Bicentenário que fica no bairro de Vitacura , um lugar bem bacana de Santiago e dá pra ver as novas torres modernas construídas pro mundo dos negócios.

DSC_5325Fizemos nossa tradicional pausa pro café no Starbucks e partimos pra montanha .

IMG_2562

As curvas da estrada me deram um pouco de enjôo . E demos uma paradinha pra eu não passar mal.  No total subimos quase 3.000 metros ! Visitamos Farellones e a estação de esqui El Colorado.

DSC_5350

DSC_5424

E ficamos lá nas alturas curtindo o silêncio da montanha e fotografando o Rodrigo na barriga enquanto esperávamos o pôr do sol  🙂 Quase não curti isso né?

IMG_2605

IMG_2615

IMG_2619

IMG_2625Um videozinho pra mostrar o lugar pra vocês 🙂

Nossa noite terminou no Parque Arauco   que é um mega shopping com vários restaurantes maneiros (mas cuidado que tudo no Chile fecha cedo, tipo 21h) . Fomos comer no Mr Jack , uma coimidinhas lights 😛

IMG_2588 IMG_2586

Estou super agradecida a Vanessa e ao Lucas que possibilitaram essa nossa loucura de fazer uma sessão de grávida tão completa (depois mostrarei o resto das cidades que visitei) .

Estou agradecida a Santiago que me recebeu de braços abertos em um momento de muita transformação em minha vida.

Obrigada Santiago. Obrigada Chile . Em caminho sem volta pro meu coração.

DSC_5525

Santiago de Chile