Bolívia – Travessia do Salar de Uyuni

Oi povo !

Minha viagem pra Bolívia foi tão bela que vai ser impossível postar poucas fotos !

Finalmente Bolívia pra  vcs 🙂

DSC_2128

Nesse post vou contar pra vocês o nosso passo a passo da travessia do Salar .

Nós contratamos a Esmeralda Tours  e nossa excursão custou 800 bolivianos . O tour incluía 2 noites e 3 dias no deserto com comida e noites de refúgio. Nossa guia foi o Juan e adoramos porque algumas pessoas não dão sorte com os guias, alguns bebem e isso é um problema, mas o nosso era maravilhoso , cuidadoso e responsável.

Em Uyuni não tem nada, é uma cidade pra recepcionar os turistas do Salar e aí estou pronta pra partir 🙂

DSC_2152

A excursão começa por volta de 11 h da manhã  e a primeira parada é o Cemitério de Trens de Uyuni.

DSC_2207

DSC_2208

DSC_2211

Depois paramos em um povoado pra comprar souvenirs e seguimos pro Salar .

DSC_2222

Nem preciso descrever a minha felicidade em chegar em um lugar que sonhei tantos anos pra visitar … Uyuni possui o maior deserto de sal do mundo com 12.000 km2 de extensão , Nós passamos o dia atravessando o Salar e fazendo fotinhos.

Não precisa de muita legenda .

Babem !

DSC_2241

DSC_2259

DSC_2291

DSC_2299

DSC_2338

DSC_2339

DSC_2344

DSC_2346

DSC_2357

DSC_2367

DSC_2377

DSC_2328

Depois do Salar vamos pra Ilha Pescado ou Inka Wasi que é uma ilha de cactus incrível no meio do Salar e aí subi o morro só que sempre morta de cansada por causa da altitude .

DSC_2421

DSC_2425

Logo saímos do Salar e atravessamos algumas plantações de quinoa nas montanhas pra chegar no nosso primeiro refúgio.

DSC_2452

A primeira noite foi no pueblo San Juan que é um lugar que recebe as excursões e as casas são de sal. A cama era confortável e tinha dois cobertores bem quentinhos. O guia cozinhou pra gente uma sopa de verduras e um franguinho com batatas e verduras e desceu redondo ! Conseguimos tomar banho em chuveiro quente por 10 bolivianos, mas parece que nem sempre o povo tem essa moleza. Legal mesmo é a vista que temos das estrelas no meio do nada.

DSC_2468 DSC_2471

DSC_2501

DSC_2507

No dia seguinte partimos cedo e vemos outra paisagem …Lhamas pelo caminho e  surgem os vulcões …

DSC_2524

DSC_2539

DSC_2552E paramos pra ver a fumarola e caminhar sobre lavas vulcânicas 🙂

DSC_2567 DSC_2582

Depois continuamos pra Laguna Ollagüe e quase morri com essa paisagem 🙂

DSC_2637E depois dali seguimos pra Laguna Hedionda onde almoçamos ( eu realmente tava morrendo com a altitude)

DSC_2666 DSC_2671

E essa foto aqui só foi possível porque parei pra fazer xixi atrás do jeep e deve ter sido o xixi mais chique e mais panorâmico que já fiz na vida 😛

DSC_2680

Continuamos vendo belezas sem fim até chegar a árvore de pedra 🙂

DSC_2693

DSC_2699

DSC_2724

E nossa última parada do segundo dia foi em Laguna Colorada , que dispensa maiores explicações !

DSC_2745

DSC_2747

A segunda noite foi num refúgio mais precário , sem chuveiro e com luz elétrica só por 3 horas. Mas quem se importava? A única coisa chata é que estávamos a 4.750 mts do nível do mar e eu realmente comecei a passar mal.

Acordamos as 4:30 am pra poder ver os Geisers . O frio era de aproximadamente – 6 graus celsius e tudo estava congelado. A altitude bateu 5.000 mts e nesse dia eu quase morri porque meus dedos ficaram pretos e o guia disse que tínhamos que descer logo porque eu estava mal e meus olhos estavam ficando pretos, mas foi uma coisa que só aconteceu comigo , o resto do grupo estava bem.

Foi a pior parte do passeio pra mim, mas quer saber ? Ver os Geisers  não teve preço. Tudo borbulhando como caldeirão de bruxa a 100 graus e me senti num filme . O sol despontou atrás da montanha e não fosse pelo meu mal estar teria feito muito mais fotos ! Mas realmente tava ruim e o guia me mandou pro carro urgente ! Tchau geisers.

DSC_2818

DSC_2829

DSC_2843

Demos uma paradinha das termas e passamos de menos 6 graus pra 30 ! Só molhei os pés , mas Nico se aventurou 🙂 Uma delícia.

DSC_2852

Nosso último ponto antes da fronteira foi em Laguna Verde que não estava verde por causa dos ventos 😦 mas era aos pés do Licancabur que dias depois seria eleito como nosso vulcão favorito da vida!

E Juan e o grupo nos deixaram na fronteira Bolívia – Chile , de onde seguimos pra San Pedro de Atacama.

DSC_2871

DSC_2884

E essa foi a nossa super expedição :

Kyla e Steven, dos Estados Unidos , Martin e Katrin da Alemanha , eu e Nico e nosso amado guia Juan .

DSC_2866

As fotos estão lindas, mas a experiência só mesmo estando ali pra saber e sentir.

Aventurem-se pela Bolívia porque vale a pena !

Anúncios
Bolívia – Travessia do Salar de Uyuni

5 comentários sobre “Bolívia – Travessia do Salar de Uyuni

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s